terça-feira, 29 de março de 2016

TSDcast 57 - Dillard Entrevista + Mix


From Denver (US) to the TSDcast - Dillard!

Take a step to Dub - Hi Dillard... how’s life at the moment?

Dillard - Hello :) Have to say 2016 is off to a great start so far and am planning on doing some real fun stuff, looking forward to camping season :)

TSD - Taking a step back in time, could you tell us a little bit about your musical journey, from discovering underground music, to learning how to DJ and your interest in building beats?

D - As I started getting exposed to more and more music my tastes definitely started to expand. It wasn't until I discovered the power of a sound system that really started to effect what I listened too . I got heavily into death metal in high school and after a while the repetitive rhythm of the metal lead me to be extremely fascinated with hard style techno and gabber core, and my first attempts at producing music ever was on some random program off the internet. 

Discovered Ableton and FL back in about 2008 and just started to make anything that came out because I had no idea what I was really doing, but shortly after discovered 140 music through the fabric live series, especially 37 with Caspa. I went to go see him live in Denver for my first time and after that totally feel in love with the sound. 

TSD - Creating any art form often draw inspiration from life and environment. With the many outlets from which we can seek such inspiration, what inspires you to create the sound that you do? 

D - I love the forest.  I have a little system that i put together strictly for the woods and all my music equipment and gear is intended to be used there. My friends and I are also working on building a bigger sound system mainly for these parties as well. But the other half of my love is the beach- I can never get enough of the sand and sound of the waves. I recently got back from Hawaii and got some killer sample material out there from the jungle and a lot of the beaches. 

The majority of the music I make though is built using field recordings that I have taken mostly at either of these locations- I don't have an intention of trying to sound a particular way but I just try to do what feels good and comes out naturally, even though I defiantly do respect what my fellow peers and artists are up to. That in itself is inspiring. 

TSD - It’s been almost a year since your last "official" release, "Tomorrow EP" on Dubs Alive. What have you been working on since then?


D - I am working on a lot of new projects actually, some I can't quite speak of at the moment but will be unveiling quite soon. 

Something that I am trying to do by no later than fall 2016 is put out a dual album and have one be on the more dubbier/roots/dark type side of things and the other half a more laid back/melodic/future type of thing and will be featuring some friends on it as well :)  

TSD - More frequently we see artists are using Bandcamp for self releases as an alternative to going through a record label, what’s your stance on this topic?

D - Bandcamp is defiantly nice. Right off the bat I can see who is feeling the tunes so I can better gauge who is listening rather than just seeing numbers. It's also dope because I don't have to rely on anyone to put something out when I want it out.

TSD - So in your opinion, who is the audience that identifies with your music? 

D - It's actually quite interesting to see who is feeling the tunes. It seems like my music can appeal to people who don't really like "dubstep" or 140 in general. Also feel a lot of people are older and know what they want to listen to which is nice. Rarely I get the kid in a tank top with sunglasses on or the drunk chick coming up and asking to play something "a little harder” lol. On the other hand  I have played a few underground techno and psytrance festivals recently and also have also participated in a lot of the local events and festivals around here in Colorado who don’t generally cater to “dub step” or the 140 sound, more geared towards glitch hop and other forms of “edm”.

TSD - How would you describe the 140 scene in the USA today? 

D - There are a lot of producers and djs pushing proper 140 music around here in Colorado. I am a fellow resident on Sub.mission and am glad to say we have been have supplying the need for bass in our city for 9 years coming April and frequently showcase world class talent at least every week. 

Besides Denver though, there are several producers that are killing it right now across the U.S., such as the Subtle Mind boys, Wasteman, DMVU, Saule, Elefant Doc, Trisicloplox, and honestly too many others to name. The new generation of producers are definitely pushing waves in intelligent bass music culture around the world.  

TSD - What producers within the bass music spectrum are making your ears prick up, so to speak?

D - I recently discovered Somatoast, definitely feeling those downtempo dub vibes, Sub Basics has been creating some real nice stuff, Occult also has been putting out some fire tunes. Recently found out about Hakuu. Causa, DTR, Akcept, Shanti are all to watch out in the 140 game. Some other producers that definitely are killing are Expedizion, Sixis, Whitebear, Mumukshu, Goopsteppa and Biolumigen. Of course there are more but trying to keep a “somewhat" modest list :) 

TSD - If you had the ability to make music with one person, dead or alive, who would it be? 

D - Jeeeez that's a tough one for sure. If I had to pick one, probably would have to be Mala. That would just would be unreal lol. 

TSD - What can we expect from you next?

D - Watch out for that dual sided album, and hopefully you can see me in a town / city / forest near you in near future :)

TSD - Thank you for your time mate. Are there any final comments / shout outs you wanna share to wrap things up?

D - Wanna give a Big thanks to the fam, Sub.mission, Dubs Alive, Mind Step, and literally everyone who supports my music. 

Infinite gratitude <3

domingo, 27 de março de 2016

Knowledge 251 - The Bug



"A coisa mais indispensável a um homem é reconhecer o uso que deve fazer do seu próprio conhecimento." 
(Platão) 

E com enorme prazer que recebemos esta semana no Knowledge Mr. Kevin Martin aka The Bug.


sábado, 26 de março de 2016

Mungo’s Hi Fi e Sekkleman remixam Radikal Guru


À imagem daquilo que nos habituou no passado, a Moonshine acaba de submeter o ultimo longa-duração de Radikal Guru, a um retratamento através da remistura das faixas "Stay Calm / Earthwalker". 

Os artistas convidados a reinterpretarem as faixas, são nada mais nada menos do que Mungo’s Hi Fi e Sekkleman, que por entre energéticas linhas de sabedoria e atmosferas mentais, souberam elevar as faixas originais com o seu groove e steppa-style característicos.

sexta-feira, 25 de março de 2016

Substruct lança Lp de estreia de Kercha


Está à venda a partir de hoje através da editora Substruct, o longa-duração de estreia do russo Kercha, intitulado "Into The Wild".


Composto por quatorze faixas, "Into The Wild" explora e cruza vibes exprimentais com melodias emotivas, em cima de beats que nos marca a alma.

terça-feira, 22 de março de 2016

Dubstepforum Awards 2015


A maior comunidade de Dubstep mundial, o Dubstepforum, realizou este ano mais uma vez os seus prestigiantes Awards. 

Os seus mais 67000 membros, foram convocados mais uma vez a exercerem o seu direito ao voto, elegendo desta forma os nomes que mais se destacaram durante 2015. 

Assim os prémios vão para:


Released Tune of the Year (Dubstep): 

2) Commodo, Kahn, Gantz - Crystal Collect (empatadas) 
2) Commodo, Kahn, Gantz - AMK (empatas)


Remix of the Year (Dubstep): 

1) Las - Pocosink (Commodo remix) 
2) Gantz - Free Focus (Commodo remix) 
3) Hi5Ghost - Nook Shot (Commodo remix)


Label of the Year (Dubstep):

1) Deep Medi 
2) Innamind / Blacklist 
3) System


DJ of the Year (Dubstep):  

1) Commodo 
2) Joe Nice 
3) Youngsta


Dub of the Year: 

2) EVA808 - 2CI 
3) VIVEK - Rockers


Album of the Year: 

2) Kendrick Lamar - To Pimp a Butterfly 
3) Nomine - Inside Nomine


Radio Show of the Year: 

2) Youngsta on Rinse FM 
3) Rizlateef on Radar Radio


Released Tune of the Year (Non-Dubstep): 

2) Last Japan ft. D Double E - Till da Morning Comes
3) Rhythmic Theory - Shores of Caladan


Remix of the Year (Non-Dubstep): 

1) Royal-T - Shotta (Kahn & Neek remix) 
2) Wen ft. Riko - Play your Corner Dan (Walton remix) 
3) Plata - Kru (Mssingno remix)


Label of the Year (Non-Dubstep): 

1) ZamZam 
2) Tectonic 
3) Swamp 81 / 81


DJ of the Year (Non-Dubstep): 

1) Pinch 
2) Rizlateef
3) Kode9


Producer/Artist of the Year (Non-Dubstep): 

1) Wen 
2) Sir Spyro 
3) Rabit

domingo, 20 de março de 2016

Knowledge 250 - The Importance of Sound Systems



"O conhecimento é uma ferramenta, e como todas as ferramentas, o seu impacto está nas mãos de quem o usa." 

Esta semana recebemos no Knowledge Mala, Carl Craing e Midland, para discutir a importância do Sound System. 



sábado, 19 de março de 2016

Nv 136 - Toka


Após uma dose de ramem e um belo saquê de bass, estamos de volta a estrada, desta vez rumo aos EUA, para conhecer  melhor Toka

Natural de Greenwood na Carolina do Sul, Toka é um dos jovens produtores que mais tem vindo a chamar a nossa atenção nos últimos tempos. Assumido explorador dos 140bpms, Toka conta já com temas lançados por editoras como a Substruct e a Harrow, bem como um Ep por conta própria.




sexta-feira, 18 de março de 2016

Phantom Hertz lança duplo-single de Morning High


Morning High, o projecto bass de Matthew Hancock, lançara no próximo dia 21 de Março, um novo duplo-single com o título "Flite / Descent", pela etiqueta de Portland, Phantom Hertz

Já disponível para escuta e pre-order, "Flite / Descent" assumem-se como dois post-club gems, onde a melodia e a introspecção assume lugar de destaque.


quinta-feira, 17 de março de 2016

Phaeleh anuncia regresso


Sem aviso prévio, eis que o produtor inglês Phaeleh, voltou a dar sinais de vida esta semana. 

Pode não parecer, mas a verdade é que já passaram dois anos desde o último trabalho de Phaeleh ("A World Without" de 2014), mas 2016 será indubitavelmente o ano do seu regresso às edições de originais, tendo já anunciado o lançamento de "All That Remains Ep", para 22 de Abril. 

Segundo o próprio: "This EP in my mind is a good indication of where I’ve been musically over the past few years and also what’s happening release wise after it. There’s a combination of more traditional, beat-driven electronic music and the more ambient side of things – which is where I came from originally and seem to have recently gone back full circle to. Whilst most of these tracks were written with various albums in mind, they seem to have come together quite nicely on this EP, and I’m glad it’s ended up that way."


terça-feira, 15 de março de 2016

Tremble assume RUFFCUT007


Como afirma o ditado “não há duas sem três”, sendo que para o comprovar temos ai o mais recente 10" do misterioso Tremble, que saiu para as lojas no passado dia 12, pelas mãos da Ruffcut

Sucessor de "Radix / chalice", "Far Wud / Troubles And Temptations" mostra uma dedicação ainda maior de Tremble para com a causa sound system, e como a influencia da musica jamaicana molda o seu processo criativo.

domingo, 13 de março de 2016

Knowledge 249 - Mala



"Depois da virtude, é o conhecimento o que eleva um homem sobre os demais." 
(Joseph Addison) 

Para o Knowledge de hoje, convidamos Mala, a partilhar connosco alguns dos seus segredos e visão na construção de beats. 



sábado, 12 de março de 2016

Horsepower Productions anuncia novo álbum


Aquele que é seguramente um dos álbuns mais esperados deste ano, já tem um título e uma data de lançamento definidos, "Crooks, Crime & Corruption" dos pioneiros Horsepower Productions, estará à venda a partir do dia 29 de Abril, através da sua editora de sempre Tempa

Segundo as palavras difundidas pela editora aquando o anuncio do lançamento, o quarto álbum do colectivo ""sees a certain amount of light emerging through the cracks" in the group's otherwise darker sounds, alluding to "summer BBQ vibes" and a "crazed dash through rush hour London".

Tracklist (cliquem nas faixas para poderem ouvir as previews)

sexta-feira, 11 de março de 2016

Fill Spectre estreia-se pela Encrypted Audio


Para quem tem o hábito de acompanhar a música mais underground do universo bass, com certeza que por esta altura já sabe quem é Fill Spectre. E para os nossos seguidores mais devotos, o seu nome também não será nenhuma novidade, pois foi em Março do ano passado, que lhe demos o devido destaque na nossa rubrica Nv. 

Pois bem, chega hoje às lojas, o seu aguardado single debute pela inglesa Encrypted Audio, composto pelas faixas "Blacker / Waterstinge".

quinta-feira, 10 de março de 2016

Morrison lança Lead Balloon via 4ORT.NIGHT


Com base numa programação editorial regida pelos ciclos lunares, a neozelandesa 4ORT.NIGHT, acaba de lançar o seu vigésimo-quinto single, intitulado "Lead Balloon", do bass-duo de Auckland, Morrison

Esta é portanto uma audição, que mais do que recomendada, é um ponto obrigatório durante a noite de lua nova de hoje.

terça-feira, 8 de março de 2016

Saule lança The Woods via Dubs Alive


O dj e produtor norte-americano conhecido como Saule, é um dos segredos mais bem guardados da actualidade Bass americana, e ao mesmo tempo, alguém de quem se esperam altos vôos em 2016, depois da sua mui impressionante revelação no ano passado. 

Acabado de lançar para os soundsystems via Dubs Alive, o single "The Woods" (com Subtle Mind na remix), mostra o porque de Saule ter conquistado o apoio de nomes como Mala e Joe Nice. 

Não esquecer que este "The Woods", é um bom aperitivo para “Bad Kids Ep”, produzido a meias com Malleus e cuja data de lançamento esta agendada para Maio. 

domingo, 6 de março de 2016

Knowledge 248 - Bandulu Records



"Na incerteza , os indivíduos criam instintos inovadores . Na rotina, padrões repetitivos." 
(Thimer) 

Esta semana recebemos no Knowledge a malta da Bandulu Records.


sábado, 5 de março de 2016

Nv 135 - Dj Doppelgenger


Após uma pequena paragem pela Nova Zelândia, fazemos-nos ao Pacifico rumo ao Japão, para conhecer melhor Dj Doppelgenger

Natural de Saitama, Dj Doppelgenger apesar de não ser um nome conhecido no ocidente, conta já com uma carreira com mais de 10 anos, na qual podemos encontrar 3 álbuns, entre outros lançamentos por editoras como Rudiments, Suberoana e Guruz.




sexta-feira, 4 de março de 2016

Compa regressa a Deep Medi


O produtor Inglês Compa, tem na calha o lançamento de um novo extended play, que será lançado através da editora Deep Medi Musik

O muito aguardado regresso de William Brown a editora de Mala, far-se-á com "Truth in Sound Ep", que será lançado no próximo dia 11 Março, estando já disponível para audição completa o tema "Four Four Claps".


quinta-feira, 3 de março de 2016

Hyperdub lança Brute de Fatima Al Qadiri


"Brute" será o segundo long play que Fatima Al Qadiri, lançará amanha 4 de Março, através da superlativa Hyperdub Records, depois de em 2014 se ter estreado com o excelente "Asiatisch". 

Segundo a Hyperdub o álbum debruçasse sobre a "authority and the relationship between police, citizens and protest worldwide, particularly of her adopted home in the United States" e foi escrito como um "tribute to those on the front lines of protest and a condemnation of neoliberal fascism".
Tracklist 
01. Endzone 
02. Blood Moon 
03. Breach 
04. Curfew 
05. Battery 
06. 10-34 
07. Oubliette 
08. Blows 
09. Aftermath 
10. Fragmentation 
11. Power 

terça-feira, 1 de março de 2016

Mais Baixo lança Portuguese Deep Frequencies Vol. 2


Pára tudo! A malta do Mais Baixo acaba de lançar o Segundo Volume da compilação "Portuguese Deep Frequencies". 

"A editora e promotora Mais Baixo orgulhosamente apresenta o segundo volume da compilação Portuguese Deep Frequencies, no qual prefiguram dezanove talentosos artistas do panorama nacional, sob o estandarte da Bass Music. 

A edição exclusiva e limitada em CD terá uma reduzida tiragem e o download gratuito (e obrigatório) pode ser feito no site Bandcamp a partir de dia 1 de Março. 

As dezasseis faixas constituem uma oportunidade excepcional para conhecer novos artistas e tendências e, ao mesmo tempo, um contributo valoroso para a o cenário bass português."