quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Amit lança Acid Trip / Don't Forget Your Roots


Com uma carreira que se estende por mais de 10 anos, o multidisciplinar produtor inglês Amit não para de nos surpreender, depois de passagens por editoras como Commercial Suicide, Metalheadz e Exit Records, junta-se a Tempa Records para lançar um dos 12" mais aguardados dos últimos tempos. 

Falamos nem mais nem menos de "Acid Trip / Don't Forget Your Roots", 2 faixas onde Amit abraça o lado negro e mortal do Dubstep e molda-o a sua imagem, criando algo psicadélico e intenso, graças as linhas de baixo saídas da mítica 303, a percussão vinda do Médio Oriente e a voz de Rani. 

"Acid Trip / Don't Forget Your Roots" tem o lançamento previste para o próximo dia 25 de Março, tendo o video de "Acid Trip" ficado a cargo no nosso ilustre conhecido ViNZ.






quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

James Blake prepara-se para lançar Overgrown

 

O conhecido produtor e songwriter inglês James Blake prepara-se para voltar aos álbuns com "Overgrown".  

Após 2 anos sem novidades discográficas, James Blake lança no próximo dia 8 de Abril o seu segundo álbum, deste vez pela mão da editora Atlas Records, e no qual ira contar com as colaborações do lendario Mc/Produtor RZA em "Take a fall for me" e de Brian Eno em "Digital Lion". 

O primeiro avanço de James Blake para "Overgrown" é o emotivo "Retrograde", lançado no começo deste mês. 


Tracklist: 

01. Overgrown 
02. I Am Sold 
03. Life Around Here 
04. Take A Fall For Me 
05. Retrograde 
06. DLM 
07. Digital Lion 
08. Voyeur 
09. To The last 
10. Our Love Comes Back

 

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Knowledge 97 - Joker



"A curiosidade é mais importante do que o conhecimento." 
(Albert Einstein) 

Para o Knowledge de hoje, trazemos Joker, que vai partilhar connosco alguns dos seus segredos em termos de produção e deixar umas dicas.

sábado, 23 de fevereiro de 2013

MIT (made in tuga) 44 - Leasy

 

Os MIT estão de volta e depois de termos andado pelas ruas das Caldas da Rainha, fomos até a Noruega via Olhão, para conhecer Leasy

Olá, O meu nome é Leasy e gosto de... tâmaras, ice tea e vídeos de gatinhos.  

Eu produzo música porque... é a minha maneira de procrastinar. 
Quanto mais coisas importantes tenho para fazer, mais vontade me dá de ir para casa e fazer uns loops. 

Sempre que começo a produzir um novo projecto, a primeira coisa que faço é... Kick, hi-hats, snare, shakers, ghost snares, EQ e reverb

Os meus pais pensam que a minha musica é... uma tentativa falhada de fazer daquela música que se ouve na rádio. 

Produtores de musica electrónica por favor parem de... tentar recriar a "Harlem Shake"
Sabemos todos que está a acontecer neste preciso momento. 

O melhor sitio para se comer em Olhão é... a Lota.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Kahn prepara-se para lançar Ep homónimo

 

Vindo de uma linhagem musical de pessoas como Roni size, Massive Attack, Pinch, etc, e que pós Bristol no mapa, Kahn tem sido nos últimos anos responsável pelo o lançamento de alguns dos melhores trabalhos a sair no panorama Dubstep e Grime

Neste momento Kahn prepara-se para regressar as edições com um Ep homónimo, que sairá no próximo dia 8 de Abril, via Black Box e no qual irá contar com as participações de Flowdan, Rider Shafique e Jabu

Para Kahn "este é o trabalho mais completo, que realizou até a data".  

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Tempa traz novo 12" de Nomine

 

A mítica editora inglesa Tempa, acaba de lançar para as ruas a seu 71º registo discográfico, tendo este ficado a cargo do misterioso Nomine

Nomine surge-nos como mais um mistério a vir das ilhas Britânicas, tirando o facto de ter editado um ep em 2012 via Dubzilla Records e ter uma faixa no mais recente volume do clássico "Dubstep Allstras", nada mais se sabe sobre este produtor. 

Que para este primeiro lançamento via Tempa, traz-nos o 12" "Nomine's Sound / Searching", no qual de forma hábil consegue equilibrar a parte melódica e de espaço com uma dinâmica propicia a um club banger.


    

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Knowledge 96 - Distal & DFRNT

 

"Conhecer não é demonstrar nem explicar, é aceder à visão." 
(Antoine de Saint-Exupéry) 

No Knowledge desta semana encontramos-nos com o produtor americano Distal e o escocês DFRNT, para uma conversa acerca do estado actual da Bass Music.


sábado, 16 de fevereiro de 2013

Nv 58 - Mesck

 


Os Nv fizeram-se de novo a estrada, tendo nesta edição viajado até aos EUA para descobrir a musica de Mesck

Estacionado em Los Angeles, Mesck é um produtor e designer conhecido pelas suas obras densas, influenciado por sonoridades de vão do post-rock ao DnB.

 

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Volor Flex lança Unlit

 

O produtor Russo Alexandr Frolov mais conhecido no mundo da musica por Volor Flex, esta de volta e traz debaixo do braço um novo álbum de nome "Unlit". 

Lançado pela editora Dark Clover Records, volor Flex explora ao longo das 12 faixas deste seu 3 álbum, uma sonoridade marcadamente dark e intimista, na qual pretende de certa forma prestar tributo a musica de Burial.


terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Perverse lança Tesla / Timelapse



2013 promete ser um ano em cheio para a conhecida dupla Neozelandesa Perverse, depois de no mês passado terem editado o Ep "Echolocation", esta semana semana lançam um novo 12" com os temas "Tesla / Timelapse". 

O lançamento de "Tesla / Timelapse" ficou mais uma vez a cargo da editora inglesa Artikal Music, estando disponível em formato vinil e digital (2 + 1; 3). 

A nível de sonoridade, podemos contar com o Dubstep deep e minimalista que os Perverse sempre nos habituaram, desta polvilhado com uns toques de sci-fi, electro e industrial.


domingo, 10 de fevereiro de 2013

Knowledge 95 - Appleblim



"A essência do conhecimento consiste em aplicá-lo, uma vez possuído." 
(Confúcio) 

A busca continua, e para nós ajudar nesta longa caminhada em busca de Knowledge, esta semana fomos até Bristol para nos encontramos com Mr. Laurie Osborne aka Appleblim.


sábado, 9 de fevereiro de 2013

A Punch Drunk Music lança novo 12" de Zhou


A editora do conhecido produtor de Bristol Peverelist, Punch Drunk Music, começa a desvendar os seus planos para 2013, sendo que o aguardado novo 12" de Zhou afigura-se como o primeiro lançamento. 

Parte integrante do colectivo de Bristol Young Echo, o projecto Zhou é formado pelos produtores Ishan Sound e Amos, volvidos 2 anos do seu primeiro lançamento, estão de volta com o 12" "Locust Tree / Locust Dub", no qual exploram o ponto onde a club music se intersecta com o ambiental e o clássico moderno. 

O lançamento de "Locust Tree / Locust Dub" esta previsto para 4 de Março, tanto no formato vinil como digital.

 

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

TSD Podcast 33 - ChubbY Entrevista + Mix


Take a step to Dub - Quem é o ChubbY? 

Chubby - Chamo-me Pedro São Bento, tenho 18 anos, sou residente no Cacém, e ChubbY era a minha alcunha em criança tendo tornado-se na minha designação enquanto produtor e dj, o interesse pela música revelou-se muito cedo, através de influências vindas do Rock, Metal e do Hip Hop, que levaram a interessar pelo Nu-Metal, Hardcore e Electrónica. 

Actualmente apresento ao mundo uma boa dose de Bass, que vai desde o chill, deep, Dubstep, Trap, Grime, Drumstep, Moombah, ao Drum n' Bass tentando apenas entreter o pessoal que gosta tanto de música electrónica como eu. 

TSD - Quando é que a produção/ djing entrou na tua vida e que impacto teve? 

C - O gosto pela produção e as primeiras ideias surgiram nos inícios de 2012, influenciado pelo Dubstep

A minha capacidade de criação e o conhecimento foram crescendo, até que pude apresentar-me ao mundo enquanto ChubbY pela primeira vez em Março de 2012 na República da música, junto de grandes artistas internacionais como Hooky [UK] e Dubsidia [ESP] e nacionais tais como Sinner, Smuggla, KaRaxiPZ, Zero, Run APC, Zeder e C-Netik.

A produção e o djing teve um grande impacto na minha vida, visto terem aberto a minha mente para um maneira diferente de ver a música, passando a compreender qual é o papel dos dj’s, bem como o que custa produzir as suas próprias músicas. 

TSD - Como é que o Dubstep entrou na tua vida e o que mais te chamou nele? 

C - Ouvi pela primeira vez em meados de 2010 e desde aí que me cativou, as minhas primeiras influências foram 16bit, Caspa, Doctor P, Funtcase, Flux Pavilion, Rusko,Cookie Monsta, Noah D, Borgore, JavanDee, entre muitos outros. 

O que me cativou mais foi a inovação em termos electrónicos que houve, e a conjugação dos mesmos ás vibes dub, reggae e garage, sendo que na altura fiquei : “Como é possível através de barulhos, zumbidos, gritos, ruídos, disparos de armas, efeitos robóticos fazer melodias, fazer música, e dar-lhe uma complexidade orquestral?" 

Isso motivou-me a ouvir mais e mais, até perceber que muita coisa que achava ser meramente random, tem a sua sequência e está tudo ligado do início ao fim. 

Foi o primeiro estilo musical que me deu gosto produzir, e aprendi muita coisa com ele, pelo facto que na minha opinião o Dubstep consegue englobar os outros todos, e as basslines são do mais complexo visto até agora na electrónica. 

TSD - Como vês o actual estado do Dubstep? 

C - Nos últimos anos o Dubstep cresceu em flecha a nível mundial, tanto na diversidade como na complexidade das respectivas basslines, acho que a produção cresceu a um tal  descalabro que qualquer barulho pode ser interpretado como Dubstep, apesar de não ser bem assim, e em que as melodias mais comerciais regem sobre as outras na maior parte dos países incluindo o nosso, ao ponto de se esquecerem das antigas vibes de onde o Dubstep floriu. 

Cativaram muita gente mas também fizeram com que muita gente rejeitasse o Dubstep, por acharem ser uma cambada de ruídos que não dão com nada. 

TSD - Em termos musicais, qual ou quais os projectos que tem te chamado atenção nos últimos tempos? 

C - A nível nacional tenho que salientar o trabalho do Rix Cena, que é um jovem de 17 anos muito promissor, com produções originais do melhor nível de um Dubstep bem mexido e que já conta com o apoio de alguns internacionais de topo, gostava de também salientar o Razat, sempre foi uma grande inspiração para mim desde que ouvi a Bass Overload, é um excelente produtor que vai desde do Dubstep, ao Trap, ao Drum n’ Bass ao deep ou mesmo chill entre outros, conta com grande experiência e formação e como tal sabe sempre se adaptar ao público e é uma besta a mixar, vai tudo abaixo garantido. 

A nível internacional o que me cativou mais nos últimos meses foram Munchi e Exude. Munchi, é um produtor de moombah, dubstep, trap entre outros, que recentemente avançou com um projecto trap, a meu ver bem futurista, por ter a batida do dubstep além dos elementos trap, e tarolas típicas do drum n’ bass/crossbreed, além de rap brasileiro e até mesmo breakdowns ao estilo Metal, o Exude é um jovem de 14 anos, que produz um Dubstep fortíssimo, com basslines assustadoras, nunca ouvidas, com notáveis influências Metal. 

TSD - Quais são os objectivos para o futuro? 

C - Num futuro próximo pretendo evoluir na minha versatilidade mixando e produzindo vários tipos de Dubstep, assim como Drum n’ Bass, Trap, Moombah, Hip-Hop e outros estilos da música electrónica que me cativam como o Trance e o Minimal. 

Num futuro mais longo pretendo produzir algo novo, misturando vários gostos meus, e fazer tudo do início ao fim, arranjar os materiais mais indicados assim como vozes preciosas nacionais, juntar aos meus sons hip-hop nacional, assim como desenvolver beats de Dubstep para que alguém colocar um rap por cima, mostrar aos artistas de hip-hop nacionais, que estão demasiado ligados ao 175bpm clássico que também estilem outros flows, ou seja apresentar o 140bpm, trazer o Grime para Portugal! 

Ser bom o suficiente para fazer uma tour pelo mundo e encher estádios. 

TSD - Uma mensagem para os nossos leitores. 

 C - Acho que se antes de rejeitarem o Dubstep deviam investigar e não se limitarem a escrever Dubstep no YouTube e a ouvir o primeiro que apareça, investiguem a sua história, e a sua progressão. 

Com tanta tralha já existente na Internet, não se pode ter uma opinião com o que está há primeira vista, hoje em dia os apoios são muito poucos e os materiais são escassos assim como as condições financeiras, mas um simples ‘gosto’ ou certas votações são muito importantes para nós artistas. 

Apoiem o que é nacional.



terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Cyrus & Distance lançam novo 12"



Os conhecidos produtores ingleses Cyrus e Distance, estão de volta as produções em conjunto e preparam-se para lançar um novo 12" carregado de forças sub-sónicas. 

Com a edição a cargo da Chestplate, o 12" "Titan / Rude" estará disponível já no próximo dia 11 de Fevereiro, tanto em formato vinil como digital.


domingo, 3 de fevereiro de 2013

Knowledge 94 - Swindle



"Todo o conhecimento humano começou com intuições, passou daí aos conceitos e terminou com ideias." 
(Immanuel Kant) 

Na edição do Knowledge desta semana encontramos-nos com Swindle, que nos vai falar um pouco sobre a sua jornada no mundo da musica e mostra-nos um pouco do seu work flow em termos de produção.



sábado, 2 de fevereiro de 2013

Nv 57 - Facta


Depois de uma viagem ao continente Americano, os Nv voltam a velha Albion para conhecer Facta

Facta é um jovem produtor londrino estacionado em Bristol de 20 anos, que tem ganho nos últimos tempos a atenção da comunidade Dubstep/ Bass, bem como o apoio de pessoas como Distance, Dusk + Blackdow, Gantz, Crises entre entre outros, graças a uma produção com carácter e personalizada.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Perverse lançam Echolocation Ep


O conhecido duo Neozelandês Perverse, esta de volta a carga com um novo ep "Echolocation", acabadinho de sair do forno. 

Lançado pela editora polaca New Moon Recordings, Perverse traz em "Echolocation" um ep de 3 faixas onde exploram o lado mais minimal do Dubstep aliando-o com complexas explorações atmosféricas e de espaço. 

"Echolocation Ep" encontra-se disponível em formato vinil e digital, estando já a venda nas melhores lojas da especialidade